Como entender a cultura digital?

Estamos na era da cultura digital na qual foi desenvolvido um espaço técnico, com um tipo de organização social e cultural nunca antes vivida na história. As apropriações sociais feitas desse espaço também deram início a movimentos econômicos que outrora jamais foram imaginados.

A facilidade nas formas de transmissão e circulação da informação e do conhecimento deu condições de construções de sentido coletivas, liquidando distâncias físicas e aproximando pessoas com culturas distintas (ou não) e interesses em comum.

Como todas as culturas, a digital teve (tem) seu crescimento espontâneo, mesmo tendo que seguir regras; porém não de modo rígido que a banisse da ideia de liberdade que fundamenta as culturas (EAGLETON, 2011). Por isso, é tão importante compreender os principais elos que sustentam a cultura na era digital.

Assim, atentando-nos de forma mais específica às plataformas de comunicação digitais, em especial os sites de redes sociais, observamos que elas baseiam-se em conceitos, que devem ser compreendidos e aplicados para que o usuário alcance a visibilidade.

Sim, visibilidade! Pois segundo Barabási (2009), para ser lido na web é necessário ter visibilidade…E acreditem: essa não é tarefa fácil. Muitos entusiastas do ciberespaço acreditavam que esse seria o maior palco democrático da comunicação, onde toda e qualquer informação poderia ser vista de maneira idêntica em toda a rede. Ledo engano. Barabási em um estudo no qual mapeou a internet, concluiu que não há democracia, equidade e valores igualitários no espaço virtual.

Ou seja, para ser visto no ciberespaço é necessário traçar estratégias eficazes de comunicação, que tenham embasamento em conceitos como: interação, engajamento, participação, cultura de nichos, etc.

Saber lidar com tudo isso em uma era na qual as pessoas estão “obesas digitalmente” (GABRIEL, 2010) – ou seja, com uma série de contas em sites de redes sociais e plataformas digitais para administrar – não é uma empreitada das mais simplórias…

Por isso, ainda vamos dialogar muito aqui no Simplesmente Comunico sobre esses conceitos-chave na cultura digital!

Deixo, por hora, algumas dicas de leitura sobre esses assuntos:

Cultura da Conexão: criando significado e valor por meio da mídia propagável de Henry Jenkins com Joshua Green e Sam Ford

Linked: a nova ciência dos networks, de Albert-László Barabási

A conversação em rede, de Raquel Recuero

Marketing Digital: conceitos, plataformas e estratégias, de Martha Gabriel

Por: Walline Alves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s